Início Atualidade Morreu a icónica portuguesa Maria Viana

Morreu a icónica portuguesa Maria Viana

710
0

A escritora e tradutora portuguesa Maria Manuel Viana morreu na segunda-feira, aos 67 anos, vítima de doença prolongada, de acordo com uma publicação da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB) na sua página de Facebook.

“A literatura portuguesa está mais pobre, mas os seus livros estão aí”, escreve a DGLAB, lembrando que a autora de “A Paixão de Ana B.” deixou “vários romances, ela que era apaixonada por literatura policial”.

A notícia da morte de Maria Manuel Viana foi avançada na segunda-feira pela escritora Patrícia Reis, também através do Facebook.Maria Manuel Viana e Patrícia Reis eram amigas e escreveram juntas o livro “A gramática do medo”, editado em 2016 pela D. Quixote.

Num texto de opinião publicado na página do Sapo, Patrícia Reis recordou que Maria Manuel era “fascinada por livros policiais, preferencialmente nórdicos”, “devoradora de literatura espanhola – ela que traduziu alguns livros dessa língua que amava” — e “francófona”.

Recentemente perdeu o filho mais novo, num acidente de viação, que lhe “roubou o chão que tinha como certo”, acrescenta.

Nascida na Figueira da Foz, em 1955, Maria Manuel Viana estudou Filologia Românica, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, e foi professora do ensino secundário durante 35 anos, na Figueira da Foz, em Castelo Branco e em Lisboa.

Em Castelo Branco, foi coordenadora do Centro de Área Educativa, presidente da Comissão Distrital de Proteção de Menores, candidata a deputada pelo Partido Socialista, vereadora da Cultura e coordenadora do Gabinete para a Igualdade.

POR: SICNOTICIAS

Artigo anteriorFernando Santos deixa comando técnico da Seleção Nacional
Próximo artigoLili Caneças quase morreu nas cheias